Volume I

Uma sociedade secreta liderada por Bento Alves, Vitória Acauã e Soulfieri de Azevedo?

Um prostibulo de luxo administrado por Rita Baiana, Pombinha e Léonie?

Um hospício infernal comandado por Simão Bacamarte?

Prepara-se para adentrar no universo de

logo-texto-250x250

Este universo reinterpreta os grandes heróis da literatura brasileira do século dezenove a partir de uma roupagem Steampunk. Nele, as criações fantásticas de Álvares de Azevedo, Inglês de Souza, Raul Pompéia, Aluízio de Azevedo, Machado de Assis e Lima Barreto, entre outros, são realocadas num universo onde a linha divisória entre o real e o ficcional é borrada pelo vapor futurista, Zeppelins cortam o céu esfumaçado de uma decadente Porto Alegre art nouveau.Nesse inusitado cenário, ruas são iluminadas por luz photoelétrica, bondes mecanizados carregam passageiros misteriosos, assassinos anônimos visitam confeitarias espíritas, cabalistas transmutam-se em larápios magistas e líderes político-religiosos se revelam malfeitores, todos entrelaçados no encontro singular entre Louison, Beatriz de Almeida & Souza e o investigador Pedro Brito Cândido.Trata-se de um mundo de lampiões de zinco e prata, requintadas carteiras metálicas de rapé, fumos e incensos orientais, cortinas vermelhas e divãs acetinados, floretes afiados e bastões de madrepérola, jogatina legalizada e licores proibidos, prazeres mórbidos e ideais nada utópicos. No primeiro volume desta saga, você testemunhará

licao-de-anatomia-peq-transp

O romance tem início no inverno de 1911, quando o jornalista Isaías Caminha chega a Porto Alegre para cobrir a prisão do temível assassino Antoine Louison. Capturado pelo detetive Pedro Britto Cândido, o vilão encontra-se aprisionado no lendário Hospício São Pedro para Lunáticos Incontroláveis e Histéricas Perigosas, sob a supervisão do centenário alienista Simão Bacamarte. Na noite anterior à sua execução, o celerado escapa, desaparecendo como um fantasma de folhetim. Integram o assombroso mistério uma Luneta Mágica, um Manuscrito Cabalístico e um Soldado Robótico de grande potência, além da escritora feminista Beatriz de Almeida & Souza e da perigosa Madame de Quental.

Em Lição de Anatomia, literatura brasileira e estética steampunk se unem num cenário repleto de geringonças apocalípticas, serviçais mecanizados, Zeppelins fumacentos e portentos eletrostáticos. Compõem este mosaico narrativo o Palacete dos Prazeres, prostíbulo de luxo de propriedade das damas fatais cariocas Rita Baiana, Léonie e Pombinha, e o Parthenon Místico, sociedade secreta que reúne o cientista louco Doutor Benignus, a médium indígena Vitória Acauã, o imortal satanista Soulfieri de Azevedo e os aventureiros do oculto Sergio Pompeu e Bento Alves.

Em suas estrutura repleta de reviravoltas temporais, espaciais e espectrais, a narrativa é composta de um mosaico de cartas, noitários, gravações e documentos de autoria do nobre elenco coadjuvante. São eles que nos ajudarão a desvendar os sórdidos crimes de Louison e sua ousada escapada. Vencedor do Concurso “A Fantasy quer o seu mundo”, Brasiliana Steampunk é de inteira responsabilidade de

eneias-tavares-peq-transp

O autor foi visto a última vez em Santa Maria da Bocarra do Monte, no Rio Grande do Sul, com eventuais aparições em Porto Alegre dos Amantes e ocasionais visitas a São Paulo dos Transeuntes Irritados e ao Rio de Janeiro de Todos os Orixás. Professor na Universidade Federal de Santa Maria, pesquisador do Laboratório Corpus, tradutor e especialista nos livros iluminados de William Blake. Entre vários projetos, divide seu tempo entre a escrita de romances estranhos, aventuras selva e noite adentro e a criação de suas duas felinas, Mona e Penélope.